top of page

a glória da arquitetura gótica!

Atualizado: 25 de abr. de 2022

Toda grande revolução arquitetônica desde um art decó, até um high tech possui um edifício caracterizado por essa mudança conceitual e construtiva... escolhemos uma igreja bastante conhecida... algum palpite?


Entre as preferidas e mais estudadas pelo escritório, a arquitetura gótica representada pela CATEDRAL DE NOTRE-DAME esbanja uma riqueza de detalhes e teorias que precisamos contar para vocês!


Sucintamente, apresentaremos curiosidades da arquitetura gótica implantada na Notre-Dame, confira!

Nesse texto iremos abordar sobre pontos arquitetônicos da catedral gótica, não história completa, deixaremos para os especialistas e historiadores de plantão!


O ponto fundamental para se entender o porque a arquitetura gótica foi tão marcante e importante, deixando a até então arquitetura românica com seus arcos fortes e maciços em desuso se deve à dois motivos:


ARCOBOTANTE E CONTRAFORTE


  1. O grande segredo construtivo:

  • O interesse da igreja católica na arquitetura sempre foi bastante claro, através da "possibilidade de deixar a igreja mais próxima do céu", devido as novas técnicas construtivas, a arquitetura gótica simplificadamente permitiu a implantação de novos conceitos.

  • Com a evolução dos ARCOBOTANTES E CONTRAFORTES não havia + a necessidade de pilares e paredes grossas para sustentarem a igreja, logo vitrais começaram a fazer parte da sua decoração.

  • Os arcos ogivais diferentemente dos arcos romanos, possuem ângulos na qual o som se propaga melhor, consequentemente a reverberação do som é maior possibilitando um excelente sistema acústico (ouvi um coral de canto gregoriano "in loco" e fiquei hipnotizado com o poder do som).

  • Considerada uma arquitetura "de paredes transparentes, luminosas e coloridas", a arquitetura gótica considera muitíssimo o vitral como um importante elemento, pois graças a esse elemento é criado uma atmosfera mística que deveria sugerir, na visão do povo medieval, as visões do paraíso, a sensação de purificação.

"SUBSTITUIÇÃO DOS PILARES GROSSOS ROMANOS POR VITRAIS FINOS E BONITOS". por Marjorie guia turística

Os arcos de meia circunferência que haviam sido usados em igrejas e catedrais na arquitetura românica faziam com que todo o peso da construção fosse descarregado sobre as paredes, obrigando um apoio lateral muito resistente como pilares maciços, paredes mais espessas, poucas janelas tornando, consequentemente, o interior das estruturas eclesiásticas mais escuras e cada vez menos agradáveis para seus frequentadores.



Igreja de São Pedro de Rates - Portugal | estilo românica | imagem google


IMPORTÂNCIA DO ARCOBOTANTE E DO CONTRAFORTE


  • O arco romano foi substituído pelo arco ogival (também chamados de arcos cruzados). Isso dividiu o peso da abóbada central, consequentemente, descarregando-a sobre vários pontos (conhecidos como arcobotantes) ao invés de um e também, podendo usar material mais leve para a abóbada ou mesmo para as bases de sustentação.


  • No lugar dos sólidos pilares, foram usados colunas ligeiramente afinadas que passaram a receber o peso da abóbada, no contraforte como se fosse uma sapata nos dias atuais a maioria do peso se encontra. Deste modo, as paredes foram perdendo a importância como base de sustentação, passando a serem feitas com materiais frágeis como o vidro e assim agregando maior conforto térmico e embelezamento visual, já que passaram a ser usados belos vitrais coloridos, dando solução a tão necessitada luminosidade no interior de igrejas e catedrais.

Podemos evidenciar como os pilares são finos e a iluminação é propagada por toda a nave.


RESSALTANDO A IMPORTÂNCIA DO CONTRAFORTE E DO ARCOBOTANTE


Não podemos esquecer que fundamentalmente para que a estrutura gótica fique elevada, o peso do contraforte neutraliza a pressão causada pelas abóbodas.
O arcobotante possui uma estrutura diagonal de pedra (como se fosse um bumerangue), escorado ao lado pelo contraforte posicionado próximo à parede e por outro lado pela claraboia. Deste modo, o arcobotante dirige o peso lateral das abóbadas e associado aos contrafortes possui uma força enorme.

No detalhe da foto, temos um exemplo conhecido e citado já no texto, que são os arcos ogivais pontiagudos e com a impressão de uma seta apontada para cima.


Este verticalismo da arquitetura é muito presente em todas as igrejas góticas e simboliza a proximidade de Deus conosco, simbologia muito bonita.


Esperamos que tenham gostado... até!

381 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page