top of page

1° ponte de concreto armado Eslovênia · lenda do dragão

Atualizado: 30 de mar. de 2018


Embora hoje pareça simples construir uma ponte de concreto armado, em 1901 era bastante desafiador e complexo, dedicamos esse texto aos engenheiros, arquitetos, viajantes curiosos e apreciadores da Art Nouveau.


Conheça agora a história da primeira ponte de concreto armado da Liubliana e sua misteriosa lenda!

detalhe da ponte dos dragões, você sabe qual o significado desse dragão? se a resposta é não, saberá em 2 minutos de leitura.


Para quem não conhece Liubliana é a capital da Eslovênia país europeu bastante sossegado com aproximadamente 2 milhões de habitantes . O que poucos sabem é que por trás do MAIOR PONTO TURÍSTICO DA CIDADE se encontram lendas, mistérios e tecnologias construtivas importantes para sua história.

FICAMOS CURIOSOS | EXPLICA MELHOR ISSO

  • A atração da estátua dos dragões deixaremos por enquanto de lado, a ponte é uma criação única, considerada uma peça extraordinária de patrimônio técnico e um excelente exemplo da arquitetura Art Nouveau, que floresceu na virada do século XX. Construída entre os anos de 1900 e 1901, foi a primeira estrutura em concreto armado de Liubliana e uma das maiores pontes do gênero a ser construída na Europa.


  • Na época de sua abertura, era chamada Ponte do Jubileu do imperador Franz Joseph I, (achei poucos dados sobre esse Imperador) De acordo com desenhos originais observado in loco no museu da cidade, a ponte era supostamente para ser adornada com leões alados em vez de dragões. Foi a primeira estrutura na Eslovênia a ser pavimentada com asfalto.


  • Os planos de construção da ponte foram preparados pelo professor Josef Melan, um famoso engenheiro especializado em pontes de concreto armado e o pai da teoria subjacente aos cálculos estáticos para grandes pontes suspensas, o projeto arquitetônico é desenhado por Zmajski Most.

1° ponte de concreto armado, detalhe para os ornamentos na ponte e para as luminárias restauradas remetendo à época de 1900.


E O MISTÉRIO DOS DRAGÕES NA PONTE | ESQUECEU?

o imponente dragão localizado nas duas extreminadas da ponte, feito de concreto armado, revestido de cobre (igual a cobertura da catedral da Sé em São Paulo).


A ANTIGA LENDA

  • "Um dia quando o dragão meditava no seu lugar preferido, apareceram ao pé dele dois dragões fêmeas e começaram a conversar com ele amavelmente. O dragão ficou fascinado com as duas, mas como os dragões costumam ter só uma namorada, decidiu que ia ficar com a mais amável. A mais amável não era a mais bonita, mas tinha um charme que o cativou totalmente. Ficou tão apaixonado que já não olhava para mais nenhuma outra. Dessa paixão, nasceu um pequeno dragão que se parecia com um lagarto. O pai ficou triste porque não tinha imaginado que ia ser pai de um dragão tão fraco que nem parecia um dragão. A fêmea deixou de lhe dar atenção e dedicou-se totalmente ao filho. O dragão ficou tão triste que se escondeu na sua gruta e chorou dias e noites. Chorou tanto que fez subir as águas do rio Liubliana."


lágrimas do dragão segundo a lenda, formaram o rio Liublianica.

  • "O pequeno dragão crescia e quando tinha mais ou menos 150 anos, que correspondem a cerca de 15 anos na idade humana, o pai dragão quis mostrar-lhe como é que se comportam os verdadeiros dragões. O pequeno dragão não era nada parecido com eles. Gostava muito das pessoas, de poesia e adorava estar sentado numa ponte do rio Liublianica e observar os namorados à noite. Para ele, a coisa mais importante da vida era criar e amar. O dragão pai não gostou nada do comportamento do filho."



  • "Um dia mostrou-lhe como se fazia um fogo assustador que punha de joelhos todas as pessoas. O filho disse ao pai: "Isso não é nada. Olha para mim! " O pequeno dragão subiu ao céu por cima das cabeças das pessoas assustadas fez piruetas mais espetaculares do que todas as que as pessoas já tinham visto e ao mesmo tempo cantou uma canção que tinha composto na véspera sobre o rio Liublianica e os seus namorados. Todas as pessoas ficaram estupefatas. Nunca tinham visto um dragão artista. Após o espetáculo o dragão foi descansar sobre a ponte do costume. Os seres mágicos que naquela altura viviam no rio gostavam muito dele. Enfeitiçaram-no para ele adormecer, estar sempre ao pé deles e ter uma vida mais longa. Quando as pessoas viram que o dragão ia ficar na ponte, disseram ao escultor mais famoso da cidade que fizesse mais três estátuas com dragões iguais ao dragãozinho artista."


  • "Em sua honra, a ponte passou a chamar-se Ponte de Dragão. O dragão está a dormir profundamente e a sonhar, mas um dia vai acordar e fazer companhia às pessoas de Liubliana."

Espero que tenham gostado, Até a próxima.

Referência bibliográfica do escritor Mateja Rozman.

290 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page